Rua Forte de Itapema, 25 - Vila das Mercês - São Paulo - SP
+55 (11) 9 5472-9069
w3l@w3l.com.br

Qual linguagem de programação vale a pena aprender?

Inovar para fazer mais e melhor

Qual linguagem de programação vale a pena aprender?

Olá, pessoal, tudo bem?

Antes de iniciarmos falando sobre qual a melhor linguagem de programação vamos começar com algumas pontuações, para termos menos mal entendidos:

1 – Programadores e artesãos têm funções semelhantes e de igual modo nem todos usam as mesmas matérias para compor suas obras (soluções).

2 – Programação, apesar de ser e envolver bastante lógica e ser uma ciência exata, tem muitos pormenores que diferenciam – e muito – os profissionais: linguagens de baixo nível (escovadores de bits), linguagens web, desenvolvimento de interfaces, etc.

3 – Não existe linguagem de programação perfeita e isso não quer dizer que todas são imperfeitas! Cada linguagem tem suas particularidades e pontos fracos perante cada projeto. Portanto é preciso uma análise prévia.

Colocados os pontos que podem (acho que ainda vão…) gerar polêmica, vamos falar sobre as linguagens.

1 – Linguagens Legadas

Vamos começar falando da linguagens que tiveram seus tempos áureos e de glória no início da computação.

Processamento rápido, regras de negócio atendidas e muitos sistemas construídos nelas.

Estou falando de linguagens que merecem todo respeito por ainda existirem e serem fortemente usadas como COBOL.

Neste ponto você pode me questionar: “Mas como é fortemente usada e está como linguagem legada? Você está lendo o que está escrevendo?”.

Pois bem, as resposta é simples: A linguagem é muito usada, mas há poucos projetos que iniciam com ela.Desta forma, se você quiser aprender será para dar manutenção ou fazer pequenas alterações.

A remuneração é certamente alta (procure os salários dos programadores COBOL), mas já deve-se ter em mente que trabalhar para o mercado financeiro e no cenário de manutenção de sistemas.

Às vezes me questionam o motivo de instituições simplesmente não trocarem de linguagem. Eu tento responder da seguinte forma com uma pergunta que ajuda a chegar mais facilmente à resposta:

Se você tivesse um sistema que já funciona com 99% de acertos, mais de 1 milhão de regras de negócio e 2 bilhões de linha de código, você criaria interfaces para conectar ao sistema já existente ou reescreveria tudo novamente?

Se você respondeu que reescreveria tudo novamente… Vou escrever algo sobre o custo de programador, isso é muito caro!

Se você respondeu que criaria interfaces para conectar ao sistema já existente, respondeu exatamente o caminho usado pelos bancos.

No próximo tópico vamos ver as 10 linguagens mais usadas em 2019.

Até a próxima!

Welson Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: